E não é que o primeiro comentario do blog rendeu um assunto bacana? Meu amigo, enólogo e Analista de Mercado de Commodities ALDO LOBO recomendou procurar sobre este tema que compartilho com vocês .

Chernobil, 26 de abril de 1986, acontecia o pior desastre ambiental da historia da humanidade, considerado um acidente de nivel 7 (classificação máxima) na Escala Internacional de Acidentes Nucleares (sendo o outro o Acidente Nuclear de Fukushima, no Japão, em 2011). Como referencia, em Chernobil havia pouco mais de 11% (180 toneladas) do total de combustível atômico existente em Fukushima (1600 toneladas).

The building of the sarcophagus around the fourth reactor of the Chernobyl nuclear power plant after its explosion is seen in this 1986 file photo. (Reuters)

A diferença quando se compara o número de mortes e destruição entre os dois acidentes, se deve ao fato de que na epoca da explosão em Chernobil todo o material radiotivo foi jogaodo diretamente na atmosfera, sem contenção alguma. Enquanto que no Japão não se sabe ao certo quanto material radioativo foi despejado no mar, nem o quão ruim será no longo prazo.

Apos a explosão, uma força tarefa se mobilizou para conter a contaminaçao e evitar maiores danos. Estima-se que 500 mil homens estiveram envolvidos no trabalho e que foram gastos algo em torno de 18 BILHÕES de Rublos ou +/- R$790.000.000,00 (setecentos e noventa milhões de reais). Considerando a cotaçao do rublo de hoje (13/02/2015), R$0,044.

The control room of the Chernobyl nuclear power plant at Pripyat. (RIA Novosti)                                               Sala de Controle da Usina de Chernobil antes do desastre

Reactor nr 4 control room                                                          Sala de Controle da Usina de Chernobil antes do desastre
Destes trabalhadores é estimado que 25 mil deles morreram no processo e 70 mil ficaram inativos por diversos motivos (20% seriam suicidios).

Algumas ações tomadas foram: Despejar com a ajuda de helicópteros, 2,4 mil toneladas de chumbo e 1,8 toneladas de areia para tentar abafar de vez o fogo do reator 4 de Chernobyl e também absorver a radioatividade, evitando que ela se espalhasse ainda mais.

Decontamination of the Chernobyl nuclear power plant buildings. (RIA Novosti)

Algumas curiosidades sobre o desastre:

1. No acidente, no minimo 100 vezes mais radiaçao foi emitida se compararmos os eventos de Hiroshimae e Nagasaki.
2. A chuva nuclear caiu até mesmo na Irlanda.
3. As mulheres da URSS e Europa Oriental foram orientadas a cometerem aborto para evitarem de terem filhos com defeitos congenitos.
4. 97% do material radioativo encontra-se em um sarcofago nas ruinas do reator.
5. Estima-se haver 200 toneladas ainda no reator.
6. Em 2000 foi fechado o ultimo reator da Usina.
7. Estudos acreditam que somente daqui a 100 mil anos, a região atigida estará livre da radiaçao.

Hoje, existe uma zona de proteção no entorno de Chernobil, que abrange aproximadamente 30km, e neste raio, é aonde está a cidade de Pripyat, no norte da Ucrania, abandonada, por inteira do dia para a noite no periodo do acidente.

Antes do acidente a cidade tinha uma população de 49.400 pessoas que viviam em 160 predios e apartamentos e tinha como fonte da economia local a Usina de Chernobil e 4 outras fabricas.

Abaixo algumas fotos tirada por Timm Suess, ilustram no que se tornou a cidade desta matéria.

001-ruas-pripyat

002-ruas-pripyat

003-ruas-pripyat

006-cemiterio-barcos

009-cemiterio-barcos

037-porto

038-porto

042-porto

011-guarnicao-exercito

015-guarnicao-exercito

016-guarnicao-exercito

018-bombeiros

023-centro-comunitario

025-centro-comunitario

029-cinema-teatro

030-cinema-teatro

031-cinema-teatro

036-cinema-teatro

047-estufa

A cidade de Pripyat era uma cidade “jovem”e sua população não tinha muito alem de 26 anos de média. Muitas eram as crianças e com isso haviam muitas escolas. 15 Primarias e 5 secundarias e 1 escola profissionalizante.

097-escola

048-escola

049-escola

051-escola

053-escola

055-escola

056-escola

058-escola

060-escola

Na cidade havia tambem um hospital, com 410 leitos. É estimado que entre 5000 e 9000 pessoas morreram em decorrência de cânceres provocados pelo acidente, principalmente de tireoide, e outras 50000 ainda devam morrer. Valem lembrar que 49600 pessoas era apenas a população de Pripyat, haviam vilas e outros pequenos aglomerados de residências na regiao.

062-hospital

063-hospital

064-hospital

065-hospital

066-hospital

067-hospital

069-hospital

074-hospital

Pripyat era uma cidade “modelo”com otima infra-estrutura, e para o conforto e comodidade de seus cidadãos haviam 35 playgrounds e um parque de diversão.

077-parque

081-parque

086-parque

Valeu pelas dicas Aldo Lobo. Otimo assunto.


  • Aldo Lobo

    Ah, esqueci de um detalhe… o Parque de Diversões é sem dúvidas um dos locais mais icônicos de Pripyat (tem um hotel de luxo que também é bem famoso), em partes porque, conforme diz a lenda, o parque ainda não estava totalmente pronto quando o acidente ocorreu… a inauguração seria alguns dias depois do dia 26/abril, mas pelo que li, o parque foi inaugurado às pressas pelas autoridades enquanto a população da cidade era evacuada, na tentativa de distrair e entreter o povo… dá até pra imaginar a tristeza das pessoas brincando no parque enquanto deixavam para trás suas casas, seus pertences e suas vidas, sabendo ou pelo menos imaginando que nunca mais voltariam…

  • Aldo Lobo

    Espetacular matéria, parabéns!!! Pra mim, essa é uma das histórias mais fascinantes e obviamente um dos acontecimentos mais tristes da história da humanidade… hoje em dia há visitas guiadas pelo local para conhecer a “cidade fantasma” de Pripyat e a parte externa da usina. Os guias são obrigados a portar um “Contador Geiger”, pois em algumas áreas fora da usina os níveis de radiação continuam altíssimos, podendo causar sérios danos à saúde dos visitantes… mais uma vez parabéns!!

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com