Morreu neste ultimo sábado (11/04/2015)aos 41 anos, Rachel Clemens Coelho.

Aos 5 anos de idade tornou-se famosa (mesmo que não quisesse isto) ao se recusar a cumprimentar o então presidente João Batista Figueiredo, que visitava a capital mineira para o lançamento do carro a álcool.

O FATO

O General-presidente seguiu todo seu cronograma por Belo Horizonte desde o cafezinho no centro da cidade até o almoço com o governador mineiro no Palácio da Liberdade.

Mas, para a surpresa do General, ao dirigir-se para cumprimentar a menininha, a mesma o rejeita mantendo seus braços cruzados. Tal gesto, fotografado por Guinaldo Nicolaevsky (1939-2009), tornou-se simbolo da luta contra a ditadura militar (1964 – 1985).

Rachel era filha de um funcionário do DER (Departamento de Estradas e Rodagens) de Minas Gerais e foi convidado para o almoço junto ao Governador e o General.

Raquel Coelho morreu de parada cardíaca. Crescida em BH, formou-se em comercio exterior e pós graduou-se no ITA atuando profissionalmente em diversos países. Deixou uma filha, Clara.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com